Finalmente joguei Valheim a nova febre do momento com recordes de acesso no Steam

Assine nossa newsletter

Assim que eu fiquei sabendo sobre o lançamento de Valheim eu dei a nota aqui no blog e eu até podia ter feito um review na época, mas não imaginava que um mês depois o game bateria a marca de 5 milhões de downloads e com picos de usuários online que surpreenderam até o Steam colando em clássicos como GTA.

Esse aí embaixo sou eu depois de uma mal dormida noite numa cabana abandonada sem fogueira e sem cama e com a esperança de um dia melhor.

Pois finalmente eu consegui jogar o game nesse final de semana pra contar um pouco para você o que eu achei da febre do momento.

Assine nossa newsletter

É um game de sobrevivência clássico e se você já jogou um com certeza pegará o jeito do game em poucos minutos. Primeiro você sai catando pedras, gravetos, resina e madeira e a partir dai busca montar um acampamento básico com uma bancada de construção e seus primeiros itens que devem ser uma cama e uma fogueira e partir daí as possíbilidades de craft são variadas.

Há ainda elementos da temática nórdica como a invocação de chefes e criaturas mitológicas e navegação em busca da exploração e abertura do mapa que eu imagino que seja enorme, mas cheguei longe de abrir todo ele para conhecer mais.

E aqui há um outro detalhes importante, eu joguei o game sozinho, mas com certeza a diversão toda do jogo está no modo cooperativo onde você e seus amigos podem explorar mais o mapa e construir coisas muito mais rápidas o que confere um dinamismo melhor e claro a diversão de poder criar coisas e matar inimigos com os colegas.

O game não traz nada de novo ao gênero de sobrevivência, mas parece ter resgatado os fãs da temática numa nova roupagem com a rica mitologia dos Vikings.

Com certeza o leitor que gosta de games irá ouvir falar mais vezes de Valheim.

Assine nossa newsletter

Comentários estão fechados.