Jornalismo de tecnologia, independente e com credibilidade

Em ano de retomada do evento presencial marcas aproveitam CCXP 2022 para criar relacionamento com público geek.

Blog do Armindo esteve na CCXP 2022 para conferir o evento e o que as marcas andaram fazendo por lá para criar relacionamento com os consumidores ávidos por novidades e contato pessoal depois de 2 edições realizadas somente no virtual por causa da pandemia.

ASSINE AGORA! Não saia sem garantir 30 dias GRÁTIS
A Bits & Geeks leva até você matérias completas e material exclusivo do mundo da tecnologia.

Close this popup
Fotos: Juliana Cruz

É o caso do Mercado Livre que além de participar do evento em diversos espaços levou até a CCXP o Magic Market, onde lojistas do mundo virtual puderam ter espaços de venda presencial em banquinhas temáticas com o tema medieval. “A gente tá muito feliz porque é a nossa primeira edição física, então foi um saldo muito positivo, a gente teve muitas pessoas visitando nosso espaço, conhecendo a marca. E é isso a proposta do Mercado Livre é democratizar o comércio”, afirmou Daniella Simionato, Gerente-sênior do Mercado Livre. No mesmo espaço eu falei com o Renê Pacheco, sócio da empresa de produtos geeks, Mundos Infinitos. “É diferente do mundo virtual porque o contato humano é muito bacana, as pessoas vem aqui e agradecem, é uma recompensa para o nosso trabalho”.

Já a Nissin levou uma série de atividades para o evento, além de ativar um novo produto chamado Yakissoba UFO, que tem como principal característica um molho líquido, ao invés do tradicional pó de tempero. “A gente quer mostrar que para não perder muito tempo durante uma partida de game e outra, ou no espaço entre as séries que estão sendo maratonadas, Cup Noodles e UFO são uma ótima opção para esses momentos”, explicou a Lia Fukuda gerente de marca da NISSIN.

Fotos: Juliana Cruz

Outra marca que tem criado laços importantes com o público geek/gamer é o Outback. A empresa levou diversas ativações para a CCXP 2022, além de um restaurante onde eram servidos combos de hamburguer com fritas, refrigerante e uma bebida frozen criada especialmente para o evento, e quem escolhia essa última opção ganhava um copo exclusivo como um souvenir do evento, super concorrido, por sinal. “A gente já vem desde 2016 construindo diálogo com esse público, apoiando os eSports, e pra nós é um dos principais territórios da marca, a gente tá super conectado com esse consumidor porque burguer tem tudo a ver com games, filmes e séries”, detalhou a simpática Cristiane Berna, Gerente de Trade Marketing do Outback Brasil, que nos atendeu gentilmente mesmo com a correria do evento e o restaurante lotado.

A Panini, famosa no mercado brasileiro por editar diversos títulos ligados ao mundo geek, aproveitou o evento para estreitar o relacionamento com os clientes. O Leonardo Raveggi, gerente da marca, destacou que a conversa com o público ajuda a definir estratégias de lançamento e também melhorias para atender o mercado que é extremamente exigente.

Fotos: Juliana Cruz

Moda e estilo estão cada vez mais próximos do universo Geek, e não a toa a Chilli Beans estava com um stand cheio de seus cobiçados óculos e relógios e com um detalhe especial: haviam peças exclusivas e numeradas. Quem comprou lá comprou. E também havia para todos os gostos: Marvel, Star Wars, League of Legends e até Naruto.

Fotos: Juliana Cruz

A entidade de eSports Team Liquid levou a moda e o estilo de vida gamer para CCXP com sua coleção de roupas licenciadas da Marvel. Pra completar o estilo era só dar uma passadinha na Lupo que levou sua linha Urban, formada por meias e underwear. “Assim tudo mundo pode expressar seu lado geek, nem que seja de forma discreta”, me contou o Celso Azevedo, que é designer da Lupo.

A Disney também apostou no varejo levando uma loja temática com seus produtos ligados ao mundo dos super-heróis. O resultado? Filas extensas e quase todo mundo de sacolinha na mão.

Fotos: Juliana Cruz

E uma participação inusitada e bem-vinda, a Neosaldina, levou um stand com diversas provas contra o tempo e o ganhador do dia que fizesse as tarefas em menos tempo poderia ganhar um console de videogame. Pelo menos no maior evento da cultura pop do mundo, nada de dor de cabeça.

Cinemark tem participação histórica.

Desde o começo da CCXP foi a maior participação da Cinemark em uma CCXP. Além de diversos pontos de vendas, sendo um especial no palco Thunder. A novidade ficou por conta do Outlet Cinemark onde foram vendidos itens, tais como baldes de pipoca, de diversos filmes que já passaram pela Cinemark. Outra ativação foi com a novidade da empresa chamada Cinemark Club: você paga uma mensalidade e tem direito a diversos benefícios, tais como descontos na bomboniere, troca de pontos por brindes entre outras.

Fotos: Juliana Cruz

Comentários estão fechados.

Esse site usa cookie para melhor sua experiência Aceitar