Piticas busca expansão em novas lojas e deve caminhar para o Mercosul

Assine nossa newsletter

É muito interessante acompanhar o crescimento da Piticas desde a última BGS até esta edição de 2018. Prova disso é que a empresa levou 3 stands e proporcionou várias experiências para os visitantes.

Não se trata só de um crescimento de lojas, a empresa também cresceu o portfólio e o que antes podia ser conhecida como uma loja de camisetas geek, agora vende pins, bonés, canecas e até colecionáveis.
Quem me explicou um pouco mais sobre a estratégia da empresa e os próximos passos foi o Felipe Rossetti, um dos sócios-fundadores da Piticas. “A Piticas começou como vestuário porque é uma área que dominamos bem: hoje a gente faz todo o processo de confecção. Já com outros produtos fomos desenvolvendo parceiros estratégicos. É a consolidação da empresa como um um destino geek.

Aproveitando o final do ano eu quis saber um pouco mais sobre os próximos passos da empresa. Os números impressionam: o Felipe me disse que a meta era ampliar 80 pontos de vendas em 2018, mas até o final do ano esse número deve chegar em 95. “Como praticamente já ampliamos onde era possível em shoppings agora vamos ter lojas de rua de Piticas e o ano que vem a gente sai do país e conquista o Mercosul.”
A empresa lançou uma marca própria focado no público gamer e o Felipe teve o maior orgulho em dizer que todo o design foi feito pela equipe interna da empresa. E pensa que parou? “Ano que vem na nossa convenção em Abril vamos anunciar dois licenciamentos exclusivos”.
Para o alto e avante parece não ser só uma frase conhecida pelo público geek, mas uma boa definição para o momento que a Piticas vive. E que venha mais.

Assine nossa newsletter

Comentários estão fechados.