Ela manja dos paranauês dos creators como poucos: com vocês a Dani do YOUPIX

Assine nossa newsletter

É bem provável que você ao ouvir o nome YOUPIX lembre da Bia Granja e do Bob. Eu lembro de ir na segunda Campus Party e ver a ilustre dupla distribuir a revistinha com o nome que hoje é referência no mercado de creators. Na época o veículo falava dos primórdios da internet. Mas existiam outras publicações como, por exemplo, a ResultsOn que seria um tataravó dos veículos que falam hoje sobre startups, mas o foco na época era o chamado middle market.
Depois da revista, o YOUPIX virou um grande festival de referência da cultura da internet, um site que detinha a memepedia, e aí veio o YOUPIX Con – um evento digamos mais maduro do mercado de creators. É bom que se diga que a história acima pode não ser a mais precisa mas é o mais preciso que eu consigo lembrar de tudo. E foi depois disso que eu conheci a Dani.
A empresa lançou uma série de cursos on-line e eu achei a ideia muito boa e foi aí que tive meu primeiro contato com ela –  Dani Costa Besouchet (sócia do YOUPIX responsável pela operação) que foi a pessoa responsável por começar essa operação educacional. E depois disso eles lançaram projetos de sucesso como o Creators Boost e o Study Tour e que hoje são referência no setor.
E por isso a Dani foi uma das escolhidas para esse nosso especial de final de ano com pessoas que fazem acontecer em mercados turbulentos como é o caso do segmento dos creators. Se você só conhecia a Bia e talvez o Bob, espero que agora você também conheça a Dani como eu conheço: uma pessoa “fazedora” e que agrega muito para quem está ao seu redor.

Como foi o seu começo com o YOUPIX , um mundo que não era exatamente novo para você, mas talvez mais desafiador. Como foram essas primeiras impressões?

Eu cheguei no YOUPIX para fazer o MVP (sigla em inglês para Mínimo Produto Viável) do nosso braço de educação online, uma área nova para mim. Quando a Bia e o Bob me convidaram para liderar esse projeto eles tinham em mente o meu perfil organizador e agregador, que eles conheceram na época em que trabalhamos juntos na Campus Party. Eu tinha acabado de voltar para São Paulo, após dois anos dedicada à maternidade, e cheguei ao YOUPIX num momento de mudanças e transformações, com Bia e Bob querendo inovar e criar iniciativas com mais propósito. Isso estava bem alinhado com o que eu buscava profissionalmente e eu topei o desafio. Apesar do braço de educação online não ter tido os resultados que a gente esperava, a parceria deu muito certo. Foi assim que eu comecei a abraçar outras iniciativas da empresa e, no final de 2016, me tornei sócia e responsável geral pela operação.

O mercado dos creators tem estado muito na pauta da comunicação ultimamente e você tem visto essas discussões de perto. Como o YOUPIX contribuiu para esse cenário?

O YOUPIX está neste mercado há quase 12 anos, buscando, por meio de diferentes iniciativas, contribuir para o seu desenvolvimento e crescimento. As pessoas costumavam nos conhecer pelo YOUPIX Festival, que, por muito tempo, foi o principal projeto da empresa. Com o amadurecimento deste mercado, nós também amadurecemos. Hoje somos uma verdadeira aceleradora da indústria de creators, oferecendo serviços e produtos para todos os players: criadores, agentes, agências, marcas, publishers, etc. Nosso objetivo é trazer mais conhecimento para este ecossistema, por meio de cursos, consultorias, eventos, pesquisas, reports, etc, fazendo com que mais negócios aconteçam e todo mundo cresça junto.

Assine nossa newsletter

Falando em youPIX foram vários projetos que decolaram como o Creators Boost e a missão para a VIDcon que parecem ser já dois projetos consolidados apesar do pouco tempo de vida. Como foi tocar essas iniciativas nos bastidores? Teve algum momento que você falou “bom agora vai”?

Tirar um projeto do papel é desafiador e encontrar pessoas e empresas que acreditem junto com a gente também.

Dani Costa Sócia do YOUPIX

Tanto o Cretors Boost como a Study Tour são projetos que a gente acredita muito no propósito e por isso nos demandaram uma energia grande. Tirar um projeto do papel é desafiador e encontrar pessoas e empresas que acreditem junto com a gente também. Com o Boost o desafio era ainda maior, porque tínhamos como meta iniciar em fevereiro de 2017. O tempo era pouco. O que fizemos foi apresentar o projeto em primeira mão para marcas que já nos conheciam, como Folha de SP, Globosat e Bradesco. A resposta foi positiva e demos início a um projeto transformador, tanto para os participantes como para gente e as marcas que se envolveram. O ciclo realizado no segundo semestre contou com ainda mais marcas, como Magazine Luiza e Lomadee. O resultado de 2017 nos fez querer fazer mais. O Creators Boost 2018 vai acelerar um número maior de criadores e vem com novidades para todos que participam (marcas e projetos acelerados). Aguardem! Já a Study Tour, que tem um investimento para participar, demorou um pouco mais rolar. A corrida foi tipo maratona, mas o resultado não poderia ter sido melhor. Uma experiência como estas tem seu valor e agrega aos profissionais. Não é a toa que a edição de 2018 está com as vagas esgotadas desde novembro.

Ser empresário hoje no Brasil pressupõe encarar vários desafios, principalmente por conta do cenário político e econômico atual. Além disso o mercado publicitário e da comunicação também tem sofrido ajustes e mudanças muito rápidas. Como é empreender num cenário tão caótico?

Não acho que seja fácil, mas também não acho que seja difícil. Exige mais foco, determinação e vontade. Falando pela nossa experiência, se não fosse algo que a gente verdadeiramente acreditasse, que tivesse propósito e estivesse alinhado aos nossos valores, talvez os obstáculos parecessem mais difíceis. Tem que querer ser empreendedor e estar vulnerável, ter uma vida sem garantias. Hoje somos duas mulheres à frente da empresa, duas mães, temos outros desafios que fazem parte do nosso dia-a-dia, mas cada um que a gente passa, mais a gente se fortalece e se empodera. O fruto disso foi o crescimento do YOUPIX em 2017.

E para 2018 o que a gente pode esperar do YOUPIX e qual a sua expectativa pessoal para o cenário dos criadores de conteúdo de internet brasileiro?

O
YOUPIX de 2018 já começa o ano com projetos e serviços consolida dos – como o Creators Boost, a Study Tour, a consultoria, os cursos de formação B2C e In Company. Como a gente gosta de novidade, posso adiantar por aqui que vamos realizar um encontro por mês no learning space do YOUPIX, que vai reunir stalkeholders específicos do ecossistema de creators para discutir em profundidade um tema pertinente por vez. A minha expectativa é que, assim como o YOUPIX cresceu, a indústria cresça. O que quer dizer que espero ver mais marcas investindo em marketing de influência e produção de conteúdo; mais agências e profissionais buscando se profissionalizar e construindo histórias relevantes; mais co-criação entre estes players; e ver cada vez mais criadores empreendedores.

Espero ver mais marcas investindo em marketing de influência e produção de conteúdo; mais agências e profissionais buscando se profissionalizar e construindo histórias relevantes; mais co-criação entre estes players; e ver cada vez mais criadores empreendedores

Dani Costa Sócia YOUPIX
Assine nossa newsletter

Comentários estão fechados.