Greg Rogowski, o fundador de Mining City, cobre os fundamentos do cripto para iniciantes

Greg Rogowski - o fundador de Mining City cobre os fundamentos do cripto para iniciantes.
Assine nossa newsletter

As criptomoedas podem ser desanimadoras e intimidantes para muitas pessoas, especialmente para novas no sector. Pedimos ao Greg Rogowski, fundador da plataforma Mining City, compartilhar sua experiência com os iniciantes na sua aventura com as cripto.

Greg Rogowski – fundador de Mining City cobre os fundamentos do cripto para iniciantes.

Há muitos anos que, qualquer pessoa com um computador e conhecimento em codificação podia minerar criptomoedas. Hoje em dia, se requer um equipamento complexo, caro e muita eletricidade. Greg Rogowski, um entusiasta das criptomoedas, criou há algum tempo a plataforma Mining City, que fornece potência de hash para os interessados em minerar cripto sem quebrar o banco.

“Como Mining City facilita o processo de mineração, frequentemente somos o primeiro contato que Algumas pessoas têm com o cripto”, diz Greg. “Pode ser intimidante no início, mas depois de entender os termos e conceitos básicos se torna num mundo fascinante de inovação e novas possibilidades”.

Greg Rogowski enfatiza que as criptomoedas estão emergindo como um elemento essencial do sistema financeiro global. “Os bancos, as empresas Fenech e outras indústrias estão estudando a utilização desta nova tecnologia para oferecer soluções aos problemas do mundo. Os aplicativos da Blockchain e a natureza descentralizada do crypto, são o foco de atração de todas estas indústrias para esta área”, explica.

As orígens das criptomoedas

O sistema financeiro, tal como o conhecemos, está centralizado. Os bancos comerciais distribuem e mantêm o dinheiro na forma de empréstimos, transferências e contas. Dependem dos bancos nacionais, pelo que eles mesmos estão centralizados devido à inflação, a macroeconomia e outros fatores. Mas esse sistema não podia manter o monopólio eternamente. “Alguém tinha que dizer ‘basta’ e propor uma alternativa.  o melhor lugar para fazê-lo foi na Internet”, diz Rogowski.

No final de 2008, um indivíduo, ou grupo de pessoas, que dá pelo nome de Satoshi Nakamoto, colocou o mundo no fogo com a publicação do whitepaper de Bitcoin, a primeira criptomoeda do mundo. A ideia baseou-se em profundos conhecimentos criptográficos e financeiros para criar um sistema inovador para lidar com os problemas globais.

Bitcoin iniciou uma avalanche. “Na última década, se tornou num símbolo pop-cultural de luta contra p sistema corrupto de política monetária que governa o mundo”, reforça Rogowski. Logo após, começaram a surgir novas criptomoedas. Agora, há vários milhares de moedas alternativas, reunidas como altcoins. O Bitcoin e todas as altcoins poderiam ser chamadas rebeldes, porque eles saltam a burocracia, a lentidão e o sistema de comissões das grandes entidades financeiras.

O cripto é muito acessível.

As criptomoedas são universais, quebram todas as barreiras demográficas, financeiras e geográficas, e estão ao alcance de qualquer pessoa, com a única condição de ter acesso à internet. Rogowski lembra aos iniciantes que não têm de embarcar sozinhos na sua viagem ao mundo das criptomoedas.

Plataformas como Mining City se encarregam de todo o necessário para minerar criptomoedas pelo preço da compra de um plano único. Os planos de mineração de Mining City incluem Bitcoin, Bitcoin Vault y Electric Cash. “Não tem que andar procurando os melhores mineiros ASIC nem preocupar-se pelas faturas de eletricidade.  Tudo que você tem a fazer é sentar e assistir o progresso da mineração sem qualquer trabalho duro”, diz.

As criptos se esforçam pela segurança

Problemas como os roubos, as fraudes e os escândalos permanecem, infelizmente, presentes no mercado das criptomoedas. Mas Rogowski pensa que isso não deveria desencorajar os usuários a cruzar o umbral para o território das criptomoedas.

“Não esqueçamos que guardar o dinheiro em casa, num cofre ou mesmo num banco, nem sempre é a melhor ideia. Os roubos ocorrem. Seus ativos podem ser subtraídos quer estejam armazenados em linha, ou fora dela. Mas as carteiras digitais que são usadas para gerir criptomoedas vêm com características de segurança extra, e você tem uma série de medidas de segurança para escolher ao mesmo tempo em que a indústria cresce e se desenvolve ainda mais”.

Como podem os iniciantes tomar decisões acertadas?

“Faça sempre a sua pesquisa. Você tem que saber com quem está lidando”, realçou Rogowski. “É igualmente importante associar-se a uma plataforma de renome, que tenha uma presença global no sector. É por isso que milhares de pessoas confiaram em Mining City para guiá-los nesse espaço aparentemente complicado”, explica.

“Mining City envolveu-se com alguns dos principais líderes da indústria mineira, e oferece muito boas ofertas aos consumidores particulares. Com elas são removidas todas as suposições do procedimento mineiro, incluindo a compra, a manutenção e o funcionamento dos equipamentos”.

Assine nossa newsletter

Criptomoedas: o básico do básico

Pedimos ao Greg Rogowski que desse algumas orientações aos que querem dar seus primeiros passos no espaço das criptomoedas. “Começa pelo princípio. Estes são os termos que acho que um novato em criptomoedas deveria conhecer e entender:”

•             Criptomoeda

Também chamada “moeda digital” ou “ativo digital”, é um meio de pagamento que não tem forma física. É assim porque as criptomoedas são utilizadas apenas para pagamentos digitais. Os proprietários de criptomoedas não têm os bolsos cheios de pilhas de cripto-dinheiro. Seu ativo está representando, essencialmente, como uma sequência de caracteres, geridas numa carteira eletrônica.

•             Carteira

A Carteira, contrariamente ao seu nome, não é um espaço para armazenar meios de pagamento. Já sabemos que as criptomoedas não têm forma material. É uma ferramenta, geralmente uma aplicação para uso móvel ou desktop, que lhe permite gerenciar as criptomoedas que você possui. se deseja enviar e receber, você precisa de uma carteira.  Uma função muito importante de sua carteira é a de armazenar suas chaves de segurança. 

•             Chaves

Existem dois tipos básicos de chaves: privadas e públicas. Pode-se dizer que a primeira é a senha da sua conta e a segunda – o número da conta.

Para realizar uma transação é necessário compartilhar a chave pública.  É o endereço da sua carteira. Mas você nunca deve dar sua chave privada a ninguém, já que você a usa para gerenciar sua conta. É como no banco online comum – Você pode compartilhar frequentemente seu número de conta, mas nunca a sua senha.

•             Blockchain

Em termos simples, um blockchain é uma cadeia de blocos de dados.

Este é um termo muito importante. A blockchain é um registo digital de todas as transações de criptomoedas feitas. É um livro-mestre distribuído, uma base de dados disponível online, que contém todos os dados sobre as transações. Existem ao mesmo tempo em vários computadores ligados na rede.

A blockchain é protegida por assinaturas digitais avançadas. Cada atividade é registada num bloco. Cada bloco contém um timestamp e um link ao bloco anterior, e cresce por meio de um processo chamado mineração.

•             Minería

Tal como na extração de recursos naturais, no mundo das criptomoedas, a maior parte da mineração é também uma forma de trabalho.  Os mineiros cripto não extraem pedaços de carvão ou de ouro, mas procuram recursos digitais. Portanto, as criptomoedas são minadas por máquinas de computação, também chamadas mineiros.

A tarefa de um mineiro de criptomoedas é realizar cálculos complexos. Como os mineiros são essencialmente computadores altamente avançados, precisam de eletricidade para funcionar. Quanto maior for seu poder de computação, será maior o consume de eletricidade, ou seja, mais elevados serão os custos de mineração. Os mineiros de criptomoedas trabalham frequentemente em grupos maiores chamados quintas. Uma quinta deste tipo trabalha constantemente consumindo energia. Portanto, os preços da eletricidade são um parâmetro estratégico da mineração.

Interessado? Fique atento!

Para saber mais sobre o mundo cripto, Greg Rogowski sugere que explore a seção de conhecimento do sítio Web de Mining City. O sítio é atualizado constantemente com novos temas interessantes. Também pode seguir o sítio de Mining City através de múltiplas plataformas nas redes sociais.

Assine nossa newsletter

Comentários estão fechados.

Esse site usa cookie para melhor sua experiência Aceitar Leia mais

Nossa Política de Privacidade.